Classificados
 
Anúncios
Inserir Anúncio
 
 Os Canários
 
Introdução
Princípios Básicos
As Raças
A Muda da Pena
O Período de descanso
Preparação para a Criação
Reprodução
Nascimento das Crias
Desenvolvimento das crias
Saúde/Doenças
Alimentação
Dicas
"Recortes" (artigos)
Macho ou Fêmea?
Gaiolas e Acessórios
Álbum de Fotografias
 
 Informações
 
Clubes e Associações
Agenda novo
Links 
Notícias
 
 Serviços
 
E-mail grátis!! novo
Webmail novo
Favoritos
Homepage
PMF/FAQ construção
Fórum  novo
Livro de Visitas novo
 
 
 vota
 
Manual Millenium
 
Manual Apollo/Funprog
 
Manual Avr/Universal
 
Manual Te20
 
 Newsletter
 
 
Subscrever
Remover
 
 Parcerias
Quer ser nosso parceiro ? O canariospt.tk está à procura de parceiros, colabore connosco!!

Mais informações...
 

 


 
O Norwich

Por Luís Santos


Nesta ocasião vou falar de um canário pelo qual tenho uma especial paixão, e que goza de grande prestígio e beleza como é o NORWICH. Neste artigo não pretendo dar injecções de sabedoria, mas sim passar alguns conhecimentos aos muitos amantes desta bela raça, de alguma experiências e saberes adciridos au longo de muitos anos a criar, a expor nos mais variados concursos nacionais e internacionais, e também, bazeado em trocas de imperssões com outros criadores, pesquisas e consultas de outros artigos.
É o NORWICH uma das raças mais antigas dos canários de postura lisa e forma, sem duvida é das mais representativas de todas as raças Inglesas, qiçá a mais popular, ao ponto de muitas vezes por erro se identificar qualquer canário de tamanho superior ao normal pelo nome NORWICH, que para muitos esta palavra só significa "grande ou diferente".
Nas exposições reparamos ser um pássaro, que chama muito à atenção, tanto por entendidos como por simples curiosos, é pena não gozar de tanta popularidade em Portugal como em Inglaterra ou mesmo em Itália, Belgica, onde aparecem em grande número, contrastando com o reduzido número até por vezes nulo nas nossas exposições.
O NORWICH actualmente gosa de uma grande difusão em toda a Europa e o seu nivel de qualidade é bastante considerável em quase todos os países, se bem que como é logico os melhores exemplares provêem de países como: Inglaterra, Itália, Belgica e Holanda... aparecendo agora outros países com pouca expressão na raça mas com meia dúzia de muito bons criadores, entrando mesmo na disputa dos prémios nos últimos mundiais, tais como: Portugal, Espanha e Turquia.
Passando a detalhar agora um pouco a própria raça, podemos começar pela sua história; a origem do NORWICH é o condado de NORFOLK em finais do séc. XVI, na vila de NORWICH para onde foi trazido por um grupo de imigrantes flamengos que se instalou nesta vila rica em têxteis.
Nesta época este pássaro que previnha da Flandres era muito diferente do tipo actual, era sem dúvida o canário de cor muito parecido ao nosso doméstico, um pouco maior, muito esbelto, de que os actuais NORWICHS só conservam o nome.
Por volta do ano 1860, um certo número de criadores começou por melhorar o tipo destes canários; passando de um canário de cor a um canário de valor distinto para eles, já que apreciavam mais outras caracteristicas, tais como, tipo, cabeça, pescoço, asas, cauda, patas, porte, etc., e deixaram as valorizações primitivas que se concentravam mais ou menos em 45% na cor, 20% na lucidez da plumagem e o resto para as demais características.
Os primeiros NORWICHS do novo tipo, foram obtidos pelos Ingleses atravez do cruzamento do pequeno NORWICH primitivo, com o LANCASHIRE de grande tamanho, que deu os grandes canários que receberam um standard específico em Londres no ano de 1890.
Esta bela raça de inegáveis qualidades estéticas, difundiu-se amplamente e rápidamente no circulo limitado de criadores desportivos e não só...

AS SUAS CARACTERISTICAS

FORMA OU TIPO - corpo curto, compacto e rechonchudo; o dorso largo e ligeiramente arqueado da cabeça à cauda; peito harmonioso, bem cheio e largo, estendendo-se com uam ligeira curva uniforme bem visível a partir da base do bico até à base da cauda.
CABEÇA - bem proporcionada, redonda, bochechuda, fronte cheia e elevada, com um bico curto e cónico, sobrancelhas cheias e bem marcadas, olhos visíveis, vivos e bem centrados.
PESCOÇO E NUCA - o pescoço curto e grosso, sem se notar a união da cabeça com os ombros, dando a impressão de formar uma só coisa.
ASAS - curtas e bem aderentes ao corpo, sem se cruzarem nem descaírem, com as pontas bem coladas à cauda.
CAUDA - curta, estreita e cerrada, bem cheia e compacta na base, perfilada com o corpo, dando impressão que se trata do prolongamento do mesmo e não um apêndice (uma cauda bem feita ajuda grandemente na definição do pássaro).
PERNAS E PATAS - curtas robustas, nem muito grandes nem muito pequenas, bem proporcionadas assim como os dedos das patas de acordo e proporcionais com o dito tamanho, coxas invisiveis.
PLUMAGEM - abundante, fina, lisa, compacta e sedosa, curta e firmemente aderente ao corpo.
TAMANHO - entre os 16 cm e os 16,5 cm.
COR - são admitidas todas as cores, com o uso de corantes admissíveis pela C.O.M., a coloração deve ser uniforme por todo o corpo, brilhante e bem definida.
POSIÇÃO - a linha que vai do bico até à cauda deve formar um ângulo de 45º em relação à horizontal o poleiro. A posição deve ser a mais correcta na gaiola de exposição mostrando tranquilidade e arrogância.
CONDIÇÃO GERAL - exige-se bom estado de saúde, energia, higiene e limpeza perfeitas. Uma boa adaptação à gaiola é muito importante


Norwich Imperfeito                Norwich de Boa Qualidade

                              Norwich Perfeito

Passamos a um dos pontos, para mim o mais importante, a reprodução e os resultados...
Não refiro a importância da reprodução baseado em quantidade, como o mais difícil mas... o obter bons exemplares. O grande segredo da criação de qualqer raça de pássaros, é sem dúvidas o acasalamento... Este é o ponto chave para o êxito, pois do acasalamento é que iremos obter os nossos atletas, ou acasalamento é base do sucesso do criador, deste depende a qualidade dos descendentes e o coroar de mais um ano de criação. Daí a grande importância... tirar muitos ou ter pouca mortandade não é o dificil, não há grandes segredos a revelar, nem na alimentação nem alojamento, clima ou tratamentos, o acasalamento isso sim... como acasalar... que macho... que fêmea... que cor...
O verdadeiro sucesso de um canaricultor desportivo, não está na quantidade de canários a tirar por época, se 7/8, se 9/10 (claro que as médias anilhados é muito importante...) mas sim se tira 4-5, e desses, 1-2 óptimos, 2-3 bons, 1-2 médios e no máximo 1 mau. Se conceguir 7-8 ou mais, mas dentro dos parâmetros referidos tanto melhor,... o problema é quando tiram 7-8 ou mais e os parâmetros de qualidade passam perto de 3-4 maus, 3-4 médios e no máximo 1 bom, sem atingir o óptimo, e passando uma descendência medíocre.

PRINCIPAIS DEFEITOS

Excesso de plumagem, o tamanho excessivo (tamanho de crest, mais de 16,5 cm), tamanho demasiado pequeno (menos de 16 cm) corpo alargado de silhueta, peito delgado, cauda larga, comprida e aberta, pernas grandes como de um yorkshire, posição muito erecta, asas cruzadas ou descaídas, unhas grandes, pescoço demasiado grande e pronunciado, cabeça achatada, bico comprido e grosso, sobrancelhasa tapar os olhos, pouco enérgico, apático, corpo sobre o poleiro, penas de galo (de crest).
Os seus dotes canoros são muito agradáveis, embora não muito melodiosos, mas esta é uma caracteristica que não é importante do ponto de vista selectivo.

Mas falemos um pouco mais. Na Bélgica diz-se que o NORWICH é pássaro "morgem" como reproductor, quer dizer medíocre; não obstante, cuidando de alguns aspectos da reprodução tem-se conseguido verdadeiros progressos.
Na hora de formar o casal a que ter em atenção uma boa selecção de macho e fêmeas, acasalando pássaros com as características da raça bem definidas, com poucos defeitos ou quase nulos e quando os defeitos são visíveis tentar meter um parceiro com qualidades que possam anular esses defeitos, deve-se usar a fórmula da compensação (o ideal seria dois pássaros óptimos, mas isso é dificil). Há que levar em conta a origem dos pássaros, sempre vindos de boas linhagens e portadores de bom sange. Nunca mas nunca, misturar sangue de outra raça, há quem utilize os crests para dar tamanho e quem utilize os glosters para o reduzir, isto é um perfeito erro, principalmente para os poucos experientes, pois so passado muitos anos e é necessário muita experiência e cunhecimentos, é que se podem obter bons pássaros. Outro factor muito importante é o acasalar intensos com nevados devido à grande quantidade de plumagem do NORWICH, que é propenso a quistos, juntando intensos com nevados vamos reduzir a possibilidade do aparecimento deste problema, é necessário pois saber distinguir intensos de nevados (schimel). Na plumagem intensa, as penas são mais brilhantes (quase a lembrar o florescente), são mais duras, ásperas e completamente carregadas de pigmento. Na plumagem nevada as penas são mais fuscas (pálidas), são privadas de pigmento nas extremidades, isto é, caracterizado por uma subplumagem muito abundante. Não devemos acasalar canários intensos com intensos, nem nevados com nevados; no primeiro caso diminui o tamanho e ocasiona muita vezes quistos, no segundo caso aumenta muito a plumagem, e nunca o tamanho e também muitas vezes provoca o aparecimento de quistos. Também é um erro acasalar amarelos com amarelos, brancos com brancos, canelas com canelas ou azuis com azuis. Deve-se utilizar a cor verde, uzando verdes com canelas ou amarelos vamos melhorar a textura da plumagem e cruzando verdes com azuis ou brancos melhoramos a forma e o porte dos descendentes. Nesta raça a utilização da cor verde é determinante, pois o acasalamento continuo de canários de cores claras, estraga a plumagem, porvoca quistos, diminui o tamanho e tira robustez. O sangue do canário verde, serve para manter e reforçar a qualidade da plumagem.
Não só serve a cor verde para melhorar a plumagem mas sim também o tipo. Um canário com mau tipo mas bom tamanho, pode ser utilizado na reprodução com certas vantagens desde que seja acasalado com outro de óptimo tipo e menor tamanho e vice versa. No caso de ser fêmea de óptimo tipo e tamanho menor será melhor pois as fêmeas de grande porte não são tão boas mães.
Os NORWICHS brancos ou amarelos são mais apreciados, mas os verdes também são hermosos e de grande valor reprodutivo.
Quanto a dizer se o NORWICH é um bom reprodutor, tenho de dizer que sim dado que as fêmeas são muito boas poedeiras e os machos em linhas gerais bons fecundadores. No período de encubação os NORWICHS são extraordinários, mas já não são tão bons na hora de alimentar os filhotes, pois como canários de grande porte e pesados que são, as fêmeas não são muito boas criadoras. Por isso aconselho a utilizar madrastas (Frisados do Norte ou Malonois).
Como para todos os canários a voadeira é fundamental, pois para os NORWICHS ainda mais, aí se fortalecem e adquirem uma maior vivacidade e mobilidade, assim como fazem uma muda mais fácil e de melhor qualidade.

ALIMENTAÇÃO

O NORWICH não tem uma alimentação especial ou muito diferente dos outros canários, necessita sim de uma papa mais rica. Eu uso uma húmida de alto teor proteico e mineral (PEROLA 19% OU HERBAVIT 20%) à descrição, uma seca (TOPAZIO 18,6%) duas vezes ao dia humedecida com água tépida e um pouco de mel, de quando em quando junto sumo de limão ou laranja. Administro também na papa algumas vezes ao mês levedura de cerveja e alho em pó; n asua alimentação deve usar-se bastante verdura (couve, alface, espinafres, agriões, etc...); fruta (maçã e pêra, principalmente), sais minerais, grites, e complexos vitaminicos adequados a cada período da época. As sementes utilizo uma mistura que há no comércio (VERSELE-LAGA), embora haja outras de boa qualidade. Há periodos da época em que vou juntando na mistura outras sementes, diminuindo ou aumentando as percentagens das mesmas na composição da mistura; na criação utilizo tal qual, na muda junto sementes mais ricas, sementes saúde (10%), no acasalamento junto aveia (10%) e cânhamo (5%), e no período dos concursos práticamente só alpista (90%). A água é muito importante, ver de qualidade e mudada diáriamente.
Aconselho a não abuzar de antibiótios, mas sim utilizar bastantes probióticos.

PREPARAÇÃO PARA CONCURSOS

A preparação para os concursos é muito importante, por vezes na preparação está metade do êxito, pois se o pássaro é muito bom mas chega à mesa de julgamento em mau estado e mal preparado de certesa que vai perder para um pior em qualidade mas melhor preparado e em melhores condições. Não é tarefa dificil, nem se escondem muitos segredos; separa-se o canário para uma gaiola de exposição, fornece-se diáriamente uma banheira com água (junta-se algumas gotas de champô para aves) para se banhar em duas a três vezes ao dia borrifa-se com água tépida misturada com um pouco de insecticida acaricida, e habituamo-lo á nossa presença. Esse hábito não é para se habituar ao criador mas para estar tranquilo na presença do juiz, por esse motivo aconcelho a utilizar roupas diferentes, com ou sem bigode, com e sem barba, atitudes diferentes pois em cada juiz é desigual. Há uma figura e um comportamento.

Para julgamento dos NORWICHS constam as rubricas que passamos a descriminar na ficha abaixo:

NORWICH PONTUAÇÕES
Rubricas Pontos Óptimo Bom Médio Mau
1 - Forma
2 - Cabeça
3 - Pescoço e Nuca
4 - Asas
5 - Plumagem
6 - Tamanho
7 - Cauda
8 - Patas
9 - Cor, Posição e Condição
25
10
10
10
10
10
5
5
15
22
9
90
10-9
10-9
10-9
5
5
13
21
9-8
9-8
9
9
9
5
5
13-12
21-20
8
8
8
9-8
9-8
4
5
12-11
19 e -
7 e -
7 e -
8 e -
7 e -
8 e -
4 e -
4 e -
11 e -
TOTAL 100 93-90 89-86 85-80 75 e -

Gaiolas de exposição para NORWICHS: modelo E (de periquitos) ou modelo D (de canários de cor), com dois poleiros.   

Desejo a todos amantes desta raça os maiores êxitos e que ela vos traga muita satisfação.

Luís Santos
Ornitófilo


 

 
 

Extraído do site http://www.revista-passaros.com A esta fico eu muito agradecido.

 

 

Exposições/Concursos
Sombrero de Patel
Funcard Wafer 4
Funcard 4 SMD
JTag
Cam Universal
Millenium Cardmaster
PicCard 2
Funcard V2
PicCard 1
Pack Principiante


 

As fotos mais visualizadas...
Arlequim Português

Para Visualização

 

Yorkshire

Para visualização

 

Mosaico Vermelho Fêmea

Para visualização

Ultima actualização: Outubro de 2002  |||| Webdesign e Webmaster: Pedro Duarte

© 2002 canariospt.tk. Proibida a reprodução total ou parcial de este website. Todos os direitos reservados